terça-feira, 26 de maio de 2015

Silas Malafaia e Lula uma briga de gigantes assista os videos

Antes do direto no fígado que consumou o nocaute, o pastor evangélico Silas Malafaia atacou sem clemência outro flanco exposto de Lula: o descompromisso com a verdade. Evocando um trecho da Bíblia, Malafaia afirmou que a única coisa efetivamente criada pelo demônio é a mentira. E soltou o cruzado no queixo: “Quando o homem mente descaradamente ele se parece com o diabo. Lula: que tal você falar a verdade e deixar de enganar o povo brasileiro?” Sem chance, informa o vídeo do Exilado.TV que registra um trecho da conversa entre o ex-presidente e blogueiros estatizados. Malafaia pode esperar sentado que o pecador militante conte a verdade. Por dois motivos. Primeiro: Lula teria de ficar alguns anos acampado no confessionário se decidisse confiar a alguém todas as mentiras que contou. Segundo: mentiroso de nascença não resiste à tentação de tapear até o confessor.

Hospital deixa paciente morrer pra atender Angelica e Huck

“Eu aplaudo a rapidez e só quero que esse tratamento seja dado para todos os pacientes, mas o critério que foi usado para eles, posso garantir, não é o mesmo usado para quem precisa e alguém tem que defender o pobre nesse País” disse o coordenador O atendimento VIP dado à família dos apresentadores Angélica e Luciano Huck por equipe médica da Santa Casa de Campo Grande/MS revoltou o coordenador do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Eduardo Cury. De acordo com Cury, o mesmo atendimento não é prestado aos pacientes de Campo Grande e, tanto é verdade, que atualmente cinco pessoas estão em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) aguardando leitos na Santa Casa. “ A única coisa que peço é que o tratamento dado à família do Huck seja dado a todos os pacientes. Quando levamos pacientes para o hospital, não podemos descer o paciente. Um enfermeiro deve fazer a classificação de risco e avaliar se desce ou não com o paciente. O que me revoltou muito é que temos cinco pacientes esperando leitos”, explicou Eduardo Cury. PACIENTE INFARTOU O coordenador do Samu contou o caso da paciente Celina, 53 anos, que sofreu infarto e, desde sábado (23), aguardava por um leito. “Procuramos leitos pelas unidades e a Santa Casa nos informou que não tinha aparelho respiratório, mas fecharam o CTI de transplante cardíaco para colocar a família global porque estava sendo assediada”, criticou. Eduardo Cury disse ainda que o Samu conseguiu levar a paciente Celina para o Hospital Universitário ontem à tarde, no mesmo horário que estava sendo atendida a família global na Santa Casa e, uma hora depois, ela faleceu. “Não posso afirmar que se ela tivesse ido com mais antecedência seria salva, mas também não posso raciocinar assim. Tenho que oferecer os melhores serviços no menor tempo possível.”, destacou. “Se não tem pacientes de alta complexidade, eu levaria nas ambulâncias do Samu, com maior prazer, para os hospitais particulares de Campo Grande”, contou o médico, afirmando que, em condições normais, os pacientes devem ser regulados pelo Samu e essa fila não pode ser furada. EXAMES ULTRA RÁPIDOS O coordenador do Samu ressaltou que Luciano e Angélica fizeram tomografia computadorizada e outros exames, que tiveram os resultados disponíveis em duas horas. “Quando levo paciente acidentado para lá, algumas famílias me ligam porque não têm o resultado dos exames. “Eu aplaudo a rapidez e só quero que esse tratamento seja dado para todos os pacientes, mas o critério que foi usado para eles, posso garantir, não é o mesmo usado para quem precisa e alguém tem que defender o pobre nesse País”, criticou. Eduardo Cury reclamou, ainda, que quando equipe do Samu chega com paciente na Santa Casa, o hospital demora até duas horas para liberar os socorristas, sob a alegação de que faltam funcionários no local. “Mas para o Luciano Huck não faltou nada”, observou o coordenador, frisando que denunciará o caso ao Conselho Municipal de Saúde.

sábado, 9 de maio de 2015

Padre pedofilo é preso

Universitários queimam a Bíblia Sagrada

A Bíblia diz que chegaria um tempo que o amor de muitos se esfriara, o que faz um jovem com o coração cheio de ódio aprontar milhares de cristãos? Deixo aqui essa pergunta no ar. Assista o vídeo abaixo da foto.

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Praças da PM são a favor dos professores mais superiores obrigam os soldados atacarem os servidores

Policiais comovidos com a triste realidade dos professores são obrigados pelos seus superiores atacarem os servidores da educação, Este foi o relato de um policial muito emocionado e revoltado com a ditadura que a Policia Paranaense vem sofrendo. revoltado policial diz: "até quando vai haver essa desigualdade" e falta de respeito dentro da policia Paranaense. __Somos tratados igual lixo, diz policial militar a nosso blog. Lembrando que os policiais estão recebendo comida de preso e banana. Sera que estamos vivendo uma "Politica Militar Paranaense" ao Invés de Policia Militar. em breve mais noticia pra você que acompanha nossa pagina.

Até atiradores de Elite na Greve dos professores confira as imagens

Professores Paranaenses são espancados pelo governo

Na tarde desta quarta-feira (29), professores em greve no Paraná e policiais militares entraram em confronto na frente da Assembleia Legislativa em Curitiba, onde é votado projeto de lei que altera a fonte de pagamento de cerca de 30 mil beneficiários para o Fundo Previdenciário. De acordo com relatos, os policiais usaram bombas de gás lacrimogênio, balas de borracha e jatos de água contra os manifestantes. “Agressão de Richa contra os professores é estúpida, violenta, cruel,imbecil, idiota e desnecessária”, manifestou-se o senador Roberto Requião (PMDB-PR) pelo twitter. Com as mudanças na Paranáprevidência, o governo estadual, comandado por Beto Richa (PSDB-PR) deixa de pagar sozinho as aposentadorias e repassa parte da conta para os próprios servidores, já que o fundo é composto por recursos do Executivo e do funcionalismo. A medida cria uma economia de R$ 125 milhões mensais ao governo. ““Nunca imaginei que em pleno século XXI depois de lutas muito importantes pela democracia, pudéssemos viver um momento terrível como esse, um aparato policial de guerra, com helicóptero voando baixo derrubando as barracas e ameaçando retirar os professores que luta conta a retirada de direitos previdenciários dos servidores públicos do Estado do Paraná. Nesse momento, somos mais de 20 mil nessa praça de guerra.”, afirmou Carmen Foro, vice-presidenta da CUT Nacional. De acordo com o portal G1, o presidente da Assembleia disse que manterá a votação. “O que ocorre lá fora não é problema desta Assembleia”, declarou o presidente Ademar Traiano (PSDB). “Não há bomba na Assembleia, a sessão tem que continuar”, finalizou.
Fonte:Site Conversa Afiada