sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Marina Silva apoia Aécio com novo

Encerrando primeiro turno das eleições, Marina Silva decidiu mudar o visual: a candidata derrotada do PSB apareceu nesta sexta-feira para encontro com o presidenciável tucano Aécio Neves sem o penteado que se tornou sua marca registrada, o coque. Marina, contudo, não deixou soltas suas longas madeixas - a ex-senadora amarrou o cabelo em um rabo de cavalo e desfilou com ar muito mais leve do que aparentava nos últimos dias da primeira etapa da campanha. Colaborou para isso também o figurino: saiu de cena a trinca paletó, camisa e calça de alfaiataria e entrou a despojada calça jeans. Na camisa, adornada por um largo cinto, Marina colou um adesivo com o número do novo aliado. Questionada sobre o novo penteado, a ex-ministra creditou a mudança a uma gripe. Afirmou que, para fazer o coque, precisaria prender o cabelo molhado e, gripada, não pode fazê-lo. Aécio aprovou o visual: "Está muito bonita". (Talita Fernandes e Bruna Fasano, de São Paulo)

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Jovem morre após cerimônia de casamento

Andrew Bloomfield, de 27 anos, e sua nova esposa Ruth Driskill, de 37, estavam sendo levados para a própria festa de casamento quando uma tragédia aconteceu. O noivo morreu no acidente horrível, algumas horas depois de casar. Uma amiga de Andrew, Elizabeth Shelton, de 26 anos, também morreu no acidente, enquanto ele faleceu mais tarde no hospital. A esposa e o motorista, Timothy Tebbe, ficaram gravemente feridos. As quatro pessoas estavam indo para a festa do casamento em um celeiro privado. Segundo a polícia, o carro saiu da estrada antes de atingir um barranco e capotar diversas vezes, por voltas das 4 horas da tarde, na terça-feira (14).Oficiais disseram que acreditam que ninguém no veículo utilizava o cinto de segurança quando o acidente aconteceu. Horas antes, Andrew havia dito em um post no Facebook que estava pronto para uma nova vida, se considerando um sortudo de encontrar a pessoa certa para se casar.

Cabos eleitorais de Requião ficam sem receber diz Banda B

Cabos eleitorais que dizem ter trabalhado nas campanhas de Roberto Requião ao Governo do Estado e Marcelo Almeida ao Senado, protestaram na tarde desta quarta-feira (15), em Curitiba, contra a falta de pagamentos. A manifestação acontece exatos dez dias após o primeiro turno das eleições onde ambos os candidatos do PMDB acabaram derrotados. As assessorias de ambos os candidatos, por sua vez, negam a responsabilidade pelo local. De acordo com um porta-voz do grupo, identificado apenas como Valmir, os pagamentos deveriam ter ocorrido no dia 3, antes mesmo das eleições, mas agora temem até um possível calote. “Não é passado nada para nós, hoje estamos há três horas esperando e nada é falado. A gente trabalhou aqui e queremos receber pelo serviço”, disse. Outro representante do grupo disse que trabalhava como motorista para a campanha e a teve a promessa de que até o quinto dia útil do mês receberia o dinheiro, o que não aconteceu até o momento. O comitê em questão fica localizado na Rua Fernandes de Barros, no bairro Alto da XV, e contou com a presença de cerca de 70 pessoas na tarde desta quarta. A Banda B entrou com as assessorias de ambos os candidatos envolvidos, mas de acordo com a de Requião, o comitê do senador ficava localizado no Ahú e já foi desmontado. Já a campanha de Almeida, disse que o comitê do ex-candidato fica até próximo do local, ma Rua Itupava, mas que não foi à campanha dele quem contratou os cabos eleitorais que estão em protesto.

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Mulher etíope possui maior 'disco labial' do mundo com 60 cm aqui ponto chegamos.

Uma mulher tem o maior disco labial do mundo e foi encontrada por dois cineastas australianos que filmavam tribos locais da Etiópia. A circunferência do objeto que deforma a boca da africana tem cerca de 60 centímetros. As informações são do Daily Mail. Segundo as tradições do país, jovens de aproximadamente 15 anos colocam um piercing na boca e, ao longo do tempo, vão aumentando o tamanho do disco. A deformação nos lábios demonstra poder e é proporcional ao valor do dote de casamento; ou seja, quanto maior, melhor será o marido conquistado e maior a quantidade de cabeças de gado dada pela família da noiva como dote. O cineasta Abrahem Joffe está fazendo um documentário e viaja pelo país neste mês orientado por guias da região – e até os nativos ficaram impressionados com o disco labial de Ataye Eligidagne, 20 anos, na cidade de Omo Rover. “Quando você viaja e encontra algo que surpreende até mesmo os nativos, isso quer dizer que você achou algo extraordinário”, disse o australiano. Em uma entrevista, a jovem disse que começou a deformar os lábios aos 17 anos e, em três anos, tem uma circunferência de 59,5 centímetros – mais que o dobro do tamanho médio dos discos vistos nas mulheres de sua tribo. Ela disse que não sente dor e que não existiram efeitos colaterais. O governo da Etiópia luta contra as deformações por disco e já lançou campanhas contra tal tradição.

Aécio indica que não irá ceder a pedido de Marina sobre redução de maior idade penal

O senador Aécio Neves (PSDB-MG), candidato à Presidência, indicou nesta quinta-feira (9) que não abrirá mão da proposta de redução da maioridade penal em casos de crimes graves para obter o apoio de Marina Silva (PSB) no segundo turno das eleições. O tucano afirmou que uma aliança no segundo turno deve ser feita tendo como base "o essencial". "O essencial hoje é a mudança." "O caso não é de abrir mão de propostas. É aprimorarmos. Se formos reconstruir o projeto desde o início, não estamos fazendo uma aliança. Aliança tem que acontecer entorno do essencial. O essencial hoje é a mudança. E eu, pela vontade de grande parte dos brasileiros, tenho a responsabilidade de conduzir essa mudança", disse Aécio, em coletiva de imprensa em seu comitê no Leblon, zona sul do Rio. Em carta endereçada aos partidos que compuseram sua coligação, Marina afirma que o apoio ao tucano dependerá da resposta que ele der às sugestões apresentadas por seu grupo político. Ela e seus aliados exigem do tucano uma sinalização clara à esquerda, o que inclui o abandono de uma de suas principais bandeiras de campanha, a proposta de redução da maioridade penal, hoje de 18 anos. O senador voltou a defender a redução da maioridade penal para casos de crimes graves, após a avaliação do Ministério Público e da Justiça. O senador disse que a alteração atingiria apenas 1% das infrações cometidas por jovens entre 16 e 18 anos. O tucano afirmou, contudo, ver mais convergências do que divergências entre seu plano de governo e o de Marina. "Nosso programa tem muita inserção social, educação e sustentabilidade. Mas quando se busca um apoio no segundo turno não pode nos levar também a abdicar daquilo que acreditamos que seja essencial para o país. Vejo muito mais convergências entre o que tenho ouvido das propostas da candidata Marina do que divergências." O senador comparou as atuais adesões, e a expectativa de apoio de Marina, ao contexto político que culminou com a eleição de seu tio, Tancredo Neves, à Presidência em 1985 --ele morreu antes de tomar posse. "As mudanças não são uniformes. As pessoas que esperam mudanças se distinguem em determinados aspectos, ou temas. Mas a união no segundo turno é entorno de um objetivo maior. Na articulação entorno de Tancredo Neves tinha desde partidos comunistas à frente liberal, considerados por alguns de direita conservadora. Fizeram isso porque Tancredo representava a possibilidade de reencontrarmos a democracia no Brasil. Uma aliança no segundo turno se dão entrono de objetivos maiores: um governo eficiente e ético", afirmou. O tucano ressaltou já ter obtido o apoio de partidos adversários no primeiro turno, como o PSC, PV e o PSB, sigla pela qual Marina se candidatou. Aécio disse que está em contato com o deputado e senador eleito Romário (PSB) para obter seu apoio. O tucano disse que não ver problemas em incorporar algumas das propostas do ex-jogador. Ele agradeceu ainda o apoio declarado pelo candidato ao governo do Rio Grande do Sul Ivo Sartori (PMDB). "Não sou mais o candidato do PSDB, mas o candidato das forças da mudança, que quer acabar com esse ciclo perverso de governo e colocar um outro que faça o Brasil crescer e avançar nos seus indicadores sociais." PROGRAMAS SOCIAIS Ele criticou também falas da presidente Dilma Rousseff que afirmam que o PSDB não foca suas políticas públicas nos mais pobres. "Não houve nenhuma ação na nossa história contemporânea de maior inclusão social do que o Plano Real, combatido pelo PT. Eu jamais disse que o PT não gostava dos pobres porque votaram contra o Real. O que esse governo que está fazendo é que é contra os pobres. De que adianta termos uma política de aumento real do salário minimo se o país parou de crescer? Em 2016, o ganho real do salário mínimo sabe qual vai ser? O crescimento deste ano, praticamente nulo. Temos que tratar o eleitor com respeito." fonte:Gazeta do Povo

Ebola doença demoníaca chega no Brasil

Brasília - Autoridades sanitárias brasileiras investigam o primeiro caso suspeito de ebola no País. O caso foi comunicado agora à noite pela secretaria Estadual do Paraná ao Ministério da Saúde. Informações preliminares indicam que o paciente veio de Conacre, capital da Guiné.
O paciente foi encaminhado para um hospital de referência e material foi coletado para fazer o exames. A expectativa é a de que amanhã as amostras sejam enviadas para o Instituto Evandro Chagas, onde será feita a análise para confirmar se o paciente é ou não portador da doença. A notícia ocorre no mesmo dia em que o Secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, afirmar que, embora baixo, existia o risco de o Brasil registrar um caso da doença. Pela manhã, ele disse que o sistema de vigilância montado era adequado e que instituições de saúde estavam em treinamento constante para identificar casos suspeitos e para adotar as medidas de segurança necessárias, caso isso ocorresse. O mundo vive hoje a pior epidemia de ebola da história. Foram registrados 8.011 casos na Guiné, Libéria e Serra Leoa, com 3.857 mortes, de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde. Nigéria, Senegal e Estados Unidos e Espanha apresentaram transmissões localizadas. Juntos, foram contabilizados nestes países 21 pacientes com a doença e 8 mortes. Transmitida por um vírus, a doença é fatal em cerca 65% dos casos. A infecção ocorre através do contato com sangue, fluidos corporais da pessoa infectada ou do animal doente, como macacos, capivaras e porcos-espinhos. Ao contrário de outras doenças, no entanto, a transmissão ocorre quando o paciente já apresenta os sintomas da infecção. Os principais são febre, fraqueza, dores abdominais, vômito e hemorragias. A incubação - período entre o contágio e a manifestação dos primeiros sintomas - pode variar entre 2 a 21 dias. Não há remédio específico para o ebola. Em agosto, o Centro de Operações de Emergência em Saúde do Governo Federal acionou o nível dois de emergência, o penúltimo na escala de gravidade, que permite o deslocamento de equipes federais para regiões com suspeita da doença no País sem a necessidade de autorização dos governos locais. Desde que a Organização Mundial de Saúde decretou emergência, o Brasil adotou um conjunto de medidas para prevenir a transmissão e permitir a rápida identificação de um caso suspeito da doença, com isolamento e tratamento. O grupo Executivo Interministerial para Emergências em Saúde Pública foi convocado, videoconferências semanais com todos os Estados são realizadas, simulações foram feitas em hospitais de referência e em aeroportos. De acordo com o plano traçado, casos suspeitos devem ser encaminhados para hospitais de referência. Esses hospitais, no entanto, fazem apenas a primeira triagem. Casos confirmados, de acordo com a estratégia, devem ser enviados para dois hospitais: Instituto Nacional de Infectologia, no Rio e Hospital Emílio Ribas, onde os pacientes ficam internados. O teste de diagnóstico para comprovação da infecção é feito no Instituto Evandro Chagas.

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Thor Batista 'pendura' grande parte de conta de R$ 16 mil em boate de Búzios

Thor Batista passeia com a namorada, Lunara Campos, por shopping do Rio. Foto Marcus Pavão/AgNews É, não está mesmo fácil pra ninguém! Thor Batista que o diga. Com o declínio do império das empresas X do pai, Eike Batista, parece que a pujança financeira da família não é mais a mesma. Dia desses, o fortão aproveitou com muitos amigos uma noitada na boate Pacha, em Búzios, no litoral do Rio. Segundo uma fonte do blog, a conta - com muita combinação de vodca com energético - chegou a estratosféricos R$ 16 mil. Thor pagou R$ 4 mil e “pendurou” o restante, já que é cliente vip e assíduo da casa noturna, com regalias por lá, como pagar depois, quando quiser. Que situação!